Previous slide
Next slide

Professor da rede pública é investigado por envolvimento com venda de substância conhecida como ‘G’, no DF

Um professor da rede pública do Distrito Federal está entre os alvos de uma operação da Polícia nesta sexta-feira (28), que investiga um grupo suspeito de comercializar ácido gama-hidroxibutírico (GHB), popularmente chamado de “G” ou “droga do amor”. A substância, conhecida por seus efeitos eufóricos e sedativos, é frequentemente associada a crimes como o “Boa Noite Cinderela”.

A Secretaria de Educação informou que ainda não teve acesso aos detalhes da investigação, mas garantiu que acompanhará rigorosamente o caso para assegurar transparência e legalidade.

A operação, denominada “Dealers”, cumpriu mandados em diversas regiões do DF, incluindo Samambaia, Santa Maria, Guará e Águas Claras, resultando na detenção de quatro suspeitos, com idades entre 25 e 45 anos. Um dos detidos possui antecedentes criminais relacionados ao tráfico de drogas.

Além do GHB, foram encontradas outras substâncias ilícitas como ketamina, maconha, metanfetamina e cocaína, além de quantias em dinheiro e balanças de precisão. Os suspeitos enfrentarão acusações por tráfico de drogas, cujas penas podem chegar a até 15 anos de prisão, conforme a legislação brasileira.

O GHB, que pode estimular ou deprimir o sistema nervoso, dependendo da dose utilizada, é originalmente um neurotransmissor excitatório produzido naturalmente pelo organismo. No entanto, em doses sintéticas, seus efeitos podem variar entre euforia intensa e sedação profunda, podendo causar sérios riscos à saúde, como convulsões e depressão respiratória.

A investigação está a cargo da 5ª Delegacia de Polícia, localizada na Asa Norte.

Facebook
WhatsApp
Threads

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

PARCEIROS

MENU

MAIS VISTO